Uniprime Sul MS
Internet Banking
Conheça a Cooperativa

Gerenciamento de Riscos

Política de Gerenciamento de Riscos

Solidez e liquidez são termos intimamente associados à imagem da Uniprime Dourados. São atributos muito valorizados pelos Cooperados, tanto quanto o bom atendimento, os ótimos produtos e serviços e as condições vantajosas que oferece. Tudo isso gera segurança e explica a crescente confiança depositada na Cooperativa, comprovada pela expansão do quadro de associados, das Operações de Crédito e do Patrimônio Líquido, entre outros indicadores.

Graças aos resultados obtidos, também tem merecido respeito cada vez maior das autoridades do sistema financeiro e mantido o mais alto grau de segurança no sistema cooperativista. O bom conceito é resultado do modelo de gestão adotado desde a constituição da Uniprime Dourados. Esse rigor de conduta é um diferencial raramente citado, mas de extremo valor para a Cooperativa, pois é o alicerce firme que lhe permite atingir níveis cada vez mais altos em benefício dos Cooperados.

Fundo Garantidor Nacional (FGCOOP):

A Uniprime Dourados é associada ao FGCOOP, Fundo Garantidor Nacional das Cooperativas, que assegura seu investimento em até R$ 250.000,00 por CPF. Fundo regulamentado pela Resolução 4.284/2013 do Banco Central, de 5 de novembro de 2013.

Política de Risco Operacional

A Política de Risco Operacional tem como objetivo estabelecer as diretrizes para o gerenciamento do risco operacional, permitindo que o Sistema Uniprime esteja adequado à legislação vigente, em especial a Resolução 3.380/2006 do Banco Central, e ofereça aos seus interessados qualidade e gestão segura.


Controles por meio de:

• Relatórios de mapeamento dos processos.
• Relatórios de perdas operacionais mensais.
• Relatórios consolidados das perdas anuais.
• Questionário dos processos.
• Relatório com banco de dados das perdas.

Estrutura designada:

• Presidente do Conselho de Administração.
• Diretor Responsável.
• Técnico Responsável.

Política de Risco de Mercado

A Política de Risco de Mercado tem como objetivo estabelecer as diretrizes para o gerenciamento do risco de mercado, permitindo que o Sistema Uniprime esteja adequado à legislação vigente, em especial a Resolução 3.464/2007 do Banco Central, e ofereça aos seus interessados qualidade e gestão segura em conformidade com as determinações do Conselho Monetário Nacional.


Controles por meio de:

• Relatório mensal de mapeamento da composição das aplicações em cotas de fundos.
• Relatório mensal de receitas das aplicações em cotas de fundos.
• Relatório consolidado comparativo mensal das receitas dos fundos com o CDI e Ibovespa.
• Lâmina mensal dos fundos fornecida pelos gestores.
• Relatório mensal das receitas com operações de crédito.
• Relatório mensal das operações em prejuízo.
• Relatório mensal das operações inadimplentes.
• Relatório semestral e anual do risco de mercado.

Estrutura designada:

• Presidente do Conselho de Administração.
• Diretor Responsável.
• Técnico Responsável.

Política de Risco de Crédito

A Política de Risco de Crédito tem como objetivo estabelecer as diretrizes para o gerenciamento do risco de crédito, permitindo que o Sistema Uniprime esteja adequado à legislação vigente, em especial a Resolução 3.721/2009 do Banco Central, e ofereça aos seus interessados qualidade e gestão segura, salvaguardando o patrimônio de seus Cooperados.


Controles por meio de:

• Relatório mensal do PEPR.
• Relatório mensal Siari, Siage e Evolução.
• Relatório mensal da composição da carteira de crédito.
• Relatório mensal da composição da carteira de fundos.
• Relatório mensal 3020, 3030 e 3040.
• Relatório semestral e anual do risco de crédito.

Estrutura designada:

• Presidente do Conselho de Administração.
• Diretor Responsável.
• Técnico Responsável

Política de Risco de Liquidez

Política de Risco de Liquidez tem como objetivo estabelecer as diretrizes para o gerenciamento do risco de liquidez, permitindo que o Sistema Uniprime esteja adequado à legislação vigente, em especial a Resolução 2.804/2000 do Banco Central, e ofereça aos seus interessados qualidade e gestão segura, salvaguardando o patrimônio de seus Cooperados.


Controles através de:

• Relatório mensal de fluxo de caixa projetado.
• Relatório mensal de valores previstos e valores realizados.
• Relatório de movimentação diária.
• Relatório de valores transitados na compensação.
• Relatório de descasamento de prazos.
• Relatório cálculo de liquidez.
• Relatório semestral e anual do risco de liquidez.

Estrutura designada:

 Presidente do Conselho de Administração.
• Diretor Responsável.
• Técnico Responsável.

 

Política de Risco de Capital

A Política de Risco de Capital tem como objetivo estabelecer as diretrizes para o gerenciamento da política de capital, permitindo que o Sistema Uniprime esteja adequado à legislação vigente, em especial a Resolução 3.988/2011 do Banco Central, e ofereça aos seus interessados qualidade e gestão segura do patrimônio dos Cooperados.


Controles por meio de:

• Relatório mensal de mapeamento da composição das aplicações em cotas de fundos.
• Relatório mensal de receitas das aplicações em cotas de fundos.
• Relatório consolidado comparativo mensal das receitas dos fundos com o CDI e Ibovespa.
• Lâmina mensal dos fundos fornecida pelos gestores.
• Relatório mensal das receitas com operações de crédito.
• Relatório mensal das operações em prejuízo.

Estrutura designada:

• Presidente do Conselho de Administração.
• Diretor Responsável.
• Técnico Responsável.
 

Política de Risco Socioambiental

A Política de Risco Socioambiental tem como objetivo assegurar o fornecimento de serviços financeiros de maneira consistente com os seus valores: respeito, integridade, profissionalismo e sustentabilidade, além de minimizar riscos de crédito e reputacional, permitindo que o Sistema Uniprime esteja adequado à legislação vigente, em especial a Resolução 4.327/2014 do Banco Central, e ofereça aos seus interessados qualidade e a adoção de boas práticas.


Boas práticas relacionadas a meio ambiente e questões sociais:

 Desenvolvimento de uma política socioambiental documentada, que contenha mecanismos e recursos para a sua implementação.
• Adoção de boas práticas que contribuam para a conservação da biodiversidade e do solo e manutenção da qualidade da água e do ar.
• Desenvolvimento de políticas sociais e ambientais para fornecedores de matérias-primas.
• Adoção de boas práticas para redução do consumo de água, energia e das emissões de gases do efeito estufa.
• Adoção de práticas de gerenciamento de resíduos.
• Adoção de práticas para garantir o bem-estar animal.
• Presença de mecanismos e procedimentos para lidar com reclamações de clientes/comunidade.
• Adoção de medidas e programas para tratamento de contingências ambientais.

Estrutura designada:

• Presidente do Conselho de Administração.
• Diretor Responsável.
• Técnico Responsável.

Relatório Gerenciamento De Riscos 

Relatório De Riscos 2018

Relatório De Riscos 1° Semestre 2019

Relatório de Ouvidoria 2018

Relatório de Ouvidoria 2018.pdf

Voltar
Últimas Notícias
Governo vai elevar PIS/Cofins sobre combustível

O governo anuncia hoje o aumento de impostos sobre combustíveis, me...